STJ aprova convocação do desembargador Lázaro Guimarães, do TRF5

A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) aprovou nesta quarta-feira (27) a convocação do desembargador Lázaro Guimarães, do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, para completar a composição da Segunda Seção e da Quarta Turma em razão da posse do ministro Raul Araújo no cargo de corregedor-geral da Justiça Federal.

Raul Araújo vai exercer o cargo de corregedor, que integra a estrutura do Conselho da Justiça Federal, até 2019, e durante esse período ficará afastado das funções que exercia nos colegiados especializados em direito privado do STJ, atuando apenas na Corte Especial.

Esta não é a primeira vez que Lázaro Guimarães é convocado para atuar no STJ. O desembargador já havia sido convocado pelo tribunal em fevereiro de 2016, para compor a Quinta Turma e a Terceira Seção.

O vice-presidente do STJ, ministro Humberto Martins, lembrou da destacada atuação do desembargador na corte e se disse feliz com a indicação.

Lázaro Guimarães foi relator do Conflito de Competência 145.705, no qual a Terceira Seção definiu que o ministro Felix Fischer seria o relator de todos os feitos recursais da Operação Lava Jato na Quinta Turma.

O ministro Napoleão Nunes Maia Filho também parabenizou a corte pela escolha ao definir o desembargador convocado como “um extraordinário julgador”.

Sobre o desembargador

Lázaro Guimarães é natural de Salvador e ingressou na Justiça Federal em 1982. Em 1989, foi nomeado desembargador do TRF5. Já atuou em cinco estados pela Justiça Federal e foi membro do Conselho da Justiça Federal, além de exercer funções na Justiça Eleitoral e também na Justiça de primeira instância do Distrito Federal, onde iniciou a carreira na magistratura em 1980.

Também foi professor, jornalista e autor de diversos livros nas áreas de direito civil e administrativo.
Fonte: STJ