Esclarecimentos a respeito da Operação Panoptes

A partir de suspeitas levantadas pelo corpo técnico do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que levou em conta o baixo desempenho de servidores aprovados no Concurso de 2015, foi desencadeada pela Polícia Civil do Distrito Federal, nesta quarta-feira (19), a 4ª Fase da Operação Panoptes.

A ação cumpriu 13 mandados de busca em vários locais do DF. Dez servidores do STJ são investigados por terem suspostamente participado de um esquema de compra de gabarito do certame promovido pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe/UnB).

Em maio de 2016, a equipe da Secretaria de Gestão de Pessoas identificou suspeitas de fraude no Concurso STJ 2015 especificamente para o cargo de técnico judiciário, área administrativa. Na ocasião, 39.592 pessoas disputaram 15 vagas. Para este cargo foram convocados 167 candidatos até 21/12/2017, quando o concurso perdeu a validade.

Fonte: STJ